sexta-feira, 31 de outubro de 2008

minha sexta-feira da semana passada, em prosa/poesia

Aquela sexta-feira me deixou com uma cicatriz... (aposto que vocês pensaram que o post vai ser triste, né? Ahá! Peguei vocês! É legal o quanto as pessoas têm o poder de transformar significados, não é mesmo? A cicatriz nos remete à um corte que rapidamente, nos remete à dor. E dor é "ruim", certo? Errado. Dor é dor. Dói e ponto. Se é ruim ou não, aí é critério pessoal. Enfim, continuando...) Aquela sexta-feira me deixou com uma marca muito profunda que, se algum dia tiver que ser só memória, vai ser uma memória linda... como tinta que pinta, com idas e vindas, uma tênue linha.

Eu tinha um pensamento que me cortava o cérebro, antigamente: ele dizia que eu era ruim, que prestava pra pouca coisa e, destas poucas coisas, menores coisas ainda eram realmente válidas. Pálidas eram minhas memórias... Até que, em Julho, uma coisa aconteceu e essa coisa chama "acaso". O acaso chegou e se mostrou verdadeiro. Até então, claro, eu era cética o suficiente pra não acreditar nele. Até que passei por ele e dele me alimento até hoje. Acaso... veio sutil, lento, trazido pelo vento que o deixou aqui, pra mim, simples assim. Como uma criança que beija a outra sem pensar no seu sexo, na sua idade, na sua "hierarquia" na vida... Ela simplesmente beija, faz carinho. Pelo menos um pouquinho de sinceridade tem, independente da vivência, da idade... da carência, da vaidade. Beija... e pronto.

Assim veio o acaso pra mim: veio... e pronto, ponto. Está aqui não vai embora. Pelo menos não foi, até agora e eu espero que fique mais. Fique décadas, fique anos... meses, dias, horas, minutos... Ah, meus minutos! Como gosto destes poucos minutos semanais que me trazem tanta paz. Estão na medida certa? Não sei, não dá pra saber. Eu só SINTO e sei que faz bem, muito bem. Eu queria mais, mas assim tá bom. Bom demais.

foto: Danilo Sales, a quem este post é dedicado.

vou me redimir neste post, atenção:

DESCULPA? (tipo... de novo. hihihi!)

... e, pra sustentar meu argumento, vou postar uma música bonitinha bem de namoradinho e de menina apaixonada (gente, é sério, eu juro que eu não estou sendo irônica. eu estou sendo verdadeira... e criança. bem criança e eu gosto. cansei de ser adulta, não quero mais.)

atenção:

(dica: acompanhem a letra com a música clicando aqui) :

"So she said what's the problem baby
What's the problem I don't know
Well maybe I'm in love (love)
Think about it every time
I think about it
Can't stop thinking 'bout it

How much longer will it take to cure this
Just to cure it cause I can't ignore it if it's love (love)
Makes me wanna turn around and face me but I don't know nothing 'bout love

Come on, come on
Turn a little faster
Come on, come on
The world will follow after
Come on, come on
Cause everybody's after love

So I said I'm a snowball running
Running down into the spring that's coming all this love
Melting under blue skies
Belting out sunlight
Shimmering love

Well baby I surrender
To the strawberry ice cream
Never ever end of all this love
Well I didn't mean to do it
But there's no escaping your love

These lines of lightning
Mean we're never alone,
Never alone, no, no

Come on, Come on
Move a little closer
Come on, Come on
I want to hear you whisper
Come on, Come on
Settle down inside my love

Come on, come on
Jump a little higher
Come on, come on
If you feel a little lighter
Come on, come on
We were once
Upon a time in love

We're accidentally in love
Accidentally in love [x7]

Accidentally

I'm In Love, I'm in Love,
I'm in Love, I'm in Love,
I'm in Love, I'm in Love,
Accidentally [x2]

Come on, come on
Spin a little tighter
Come on, come on
And the world's a little brighter
Come on, come on
Just get yourself inside her

Love ...I'm in love"

...

pronto. me desculpa?

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

nunca senti tanta raiva de "tecnologia" de comunicação móvel como hoje...

... ou talvez eu só deva aprender a pensar em mim e não nos outros.

não, acho que não. acho que eu tenho que ter raiva mesmo é de celulares que, por algum motivo mostram que mandaram a mensagem, mas na verdade não mandaram. meu próprio celular me enganando... engraçado isso... há há há.

domingo, 26 de outubro de 2008

Quando coisas legais acontecem... E nao consigo postar, vai no titulo mesmo, sem acento, pra piorar...

nada melhor do que um começo de Domingo de beijinho aqui onde estou... E como estou... E com que estou... E com o som que estou ouvindo... Nao estou em casa. Nao estou em nenhuma casa... Estou voando...!

(e o melhor: agora o danilo me ensinou a colocar acento. Entao, peguem estes e distribuam no post: àáã èéê í ôòóõ ú)

sábado, 25 de outubro de 2008

enquanto você dorme,
eu faço essa riminha.
acorda, que a vida passa
e eu não quero ir sozinha!

(hihihihihi!!!)

atenção:

está EM CONSTRUÇÃO um texto em prosa/poesia sobre a minha sexta-feira, dia 24 de Outubro.

está EM CONSTRUÇÃO também, minha vida, em prosa/poesia/fotografia/produção... e academia!

tentativa de prosa número três (e última.)

tento a prosa
e não consigo
nunca,

pois sou criança
ainda e não
adulta.

queria é fazer
poesia e prosa
junta.

mas será que aí
alguém me
escuta?

(não sei, "não custa tentar", como diz o clichê.
custa sim, custa sim, amigo clichê.
mas não importa, eu tento do mesmo jeito.
nota mental: tentar poesia e prosa juntas.)

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

tentativa de prosa número dois

queria fazer prosa pro meu menino,
falar de margarida, azaléia e rosa,
falar que gosto tanto, tanto
que, mesmo quando estou em pranto,
perto ele, me sinto charmosa.

queria fazer prosa pro meu menino
e gritar bem alto aos quatro ventos
que mesmo com todos os problemas, a vida
se faz amável àquele que nela, prossiga
e diga, "alegria!" uma vez ao menos.

(mas, como sempre, ao fim do dia,
acabo sempre fazendo poesia...)

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

tentativa de prosa número um

hoje eu quero prosear,
contar e narrar,
dessa vida engraçada
que não para de passar.

hoje eu quero prosear
sobre o perigo constante
de te ter na minha mente
de um jeito intolerante.

hoje eu quero prosear
sobre o fato desse eterno
sentimento de saudade
que se põe a me assustar.

hoje eu quero prosear
e me sentir menos vazia...
mas assim, pra variar,
tô fazendo poesia...!

(riminha dedicada às noites de sextas-feiras
de saudade, que, quando passam e viram sábado,
me enchem de alegria...)

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

... eu gosto de você até bastante nervosa com a vida.

(nota mental: comprar logo um saco de areia pra não ter uma úlcera).

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

apaga, escreve, apaga, escreve, apaga, escreve, apaga, escreve, apaga, escreve, apaga...

... escreve?
vou dizer três palavras que me deixam feliz e, ao mesmo tempo, me assustam:

TUDO
MUITO
PERFEITO

foi assim meu dia hoje.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

poder ter pra mim
quem eu quero é
alegria sem fim.

triste é quando
uma pedra no caminho
atrapalha o encanto.

"foda-se" eu digo,
pois resolvemos andar juntos
eu com ele, ele comigo.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

... paciência é uma "doença" que vem da crença de que tudo vai ficar bem. mas a tua presença me ensina a descência de ver sempre tudo além.

e eu gosto de você por isso.

domingo, 5 de outubro de 2008

êêêêê!!! até que enfim!!!
ihhh, a contagem deu errado.
1...

minuto pra você chegar aqui.
contagem regressiva
é o que me motiva
nesse dia nublado,
nessa vida vazia.
12... 11... 10... 9... 8... 7... 6... 5... 4... 3... 2... 1...

minutos que faltam pra você chegar aqui.
47... 46... 45... 44... 43... 42... 41... 40... 39... 38... 37... 36... 35... 34... 33... 32... 31... 30... 29... 28... 27... 26... 25... 24... 23... 21... 20... 19... 18... 17... 16... 15... 14... 13... 12... 11... 10... 9... 8... 7... 6... 5... 4... 3... 2... 1...

minutos que faltam pra você chegar aqui.

sábado, 4 de outubro de 2008

alguém aí tem um controle remoto, pra eu fazer do tempo o que eu quiser?
agora eu tô seca:

"PASSA LOGO, TEMPO!"

...

espera, espera, espera...
saco.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊ!!!! \o/

... e a chuva cai lá fora
e eu fico aqui dentro
esperando esse tempo
que demora, que demora.

e enquanto você trabalha,
eu malho na academia
mas, agora, o que eu queria
era você, eu e uma toalha

pra deitar na areia branca
e deixar passar o tempo,
e esquecer desse tormento
que o sábado não chega nunca!

(ahahaha! esse ficou engraçadinho. tá, tô criança hoje.)

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

notas mentais do dia:

1. comprar um tubo de cola bastão.
2. comprar a faixinha de colocar na mão pra treinar muay-thai.
3. dar um beijo no danilo, pela montagem das imagens no orkut.
4. perguntar pra "deus" o segredo da vida.